Tiroteio em operação do Bope deixa dois mortos na zona oeste do Rio

Ação ocorre nas favelas do Rola e de Antares, em Santa Cruz; segundo a polícia, vítimas são suspeitos

Priscila Trindade, Central de Notícias

20 Abril 2011 | 10h31

SÃO PAULO - Dois homens foram baleados e morreram durante uma troca de tiros com policiais militares nesta quarta-feira, 20, numa operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), nas favelas do Rola e de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Um menor foi apreendido com drogas.

 

Os dois suspeitos foram levados para o Hospital Rocha Farias, em Campo Grande, na mesma região, mas não resistiram ao ferimentos e faleceram antes de receber atendimento médico. Com eles foram apreendidas duas pistolas, segundo os agentes. 

 

A operação, iniciada as 5h50, tem o objetivo de combater o tráfico de drogas na região. Cerca de 120 policiais participam da operação com o apoio de dois blindados e dois helicópteros. Uma equipe atuou nas comunidades, na retirada de barricadas e entulhos que impediam a passagem de viaturas.

 

A quantidade de droga apreendida ainda será contabilizada. O material apreendido será levado para a 36ª Delegacia de Polícia, de Santa Cruz.

 

Zona norte. Em Irajá, no subúrbio, PMs apreenderam, por volta das 5h30, um fuzil, uma granada de fabricação caseira e um radiotransmissor, abandonados próximo da passarela da Avenida Brasil. Ninguém foi preso.

 

Os policiais faziam patrulhamento de rotina quando avistaram um grupo suspeito, parado na pista sentido centro, perto da passarela. Quando a equipe se aproximou do grupo, os suspeitos fugiram em motos, deixando para trás um carrinho de ferro velho com um saco de ração. A arma e o artefato estavam dentro do saco.

 

O material foi levado para a 27ª Delegacia de Polícia, de Vicente de Carvalho.

 

Rocinha. Nesta terça-feira, 19, a Polícia Civil prendeu 11 pessoas suspeitas de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e apreendeu cerca de três toneladas de maconha na Favela da Rocinha, zona sul do Rio.

 

Atualizado às 14h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.