Tiroteio envolvendo delegado deixa três mortos em SP

No final da noite de segunda-feira, um tiroteio na porta da namorada de um delegado de polícia, na zona leste da capital paulista, deixou três mortos e um ferido. Eram 23 horas quando o delegado Alexandre Munhoz, do 58º Distrito Policial, de Vila Formosa, trocou tiros com três homens que teriam tentado invadir a residência, na região da Penha.Um dos três criminosos conseguiu fugir e escapou da reação do policial, mas os outros dois acabaram mortos e ainda não tiveram suas identidades reveladas pela polícia. A avó da namorada de Alexandre e seu filho foram baleados e levados para o pronto-socorro do Tatuapé, onde a idosa morreu e o pai da moça segue internado em estado grave. A polícia acredita que os criminosos possam estar envolvidos com os quatro homens presos na madrugada do dia 12 - quando ocorreram ataques por todo o Estado de São Paulo. Na ocasião, o delegado Munhoz foi quem indiciou o grupo por porte ilegal de arma e formação de quadrilha. Um investigador e o próprio delegado foram ameaçados de morte. Um dos suspeitos portava uma arma, outro vestia um colete à prova de balas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.