Tiroteio na Rocinha volta a assustar moradores e a fechar vias no Rio

Segundo a PM, agentes do Choque foram atacados a tiros por criminosos e houve confronto

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

17 Março 2018 | 19h40

RIO - Policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) entraram em confronto com criminosos, na tarde deste sábado, 17, na favela da Rocinha, na zona sul do Rio. Desde setembro do ano passado, por causa da disputa entre facções pelo comércio de drogas e dos recorrentes tiroteios entre policiais e criminosos, os moradores vivem sob tensão.

++ ‘Não se aceita esse recado de medo’, diz Freixo

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), por meio de sua assessoria de imprensa, informou que o BPChq patrulhava a localidade ‘Roupa Suja’, na favela, quando foi atacado “a tiros por criminosos e houve confronto”. “De forma preventiva, a Auto Estrada Lagoa-Barra foi fechada e o trânsito, desviado para a Avenida Niemeyer”, informou a PM.  No fim da tarde, os confrontos terminaram e as vias próximas à Rocinha foram liberadas.

Na operação, foram apreendidos explosivos, drogas e munições. “Cabe ressaltar que a Polícia Militar vem atuando em continuidade às ações desencadeadas na comunidade desde 18/09/2017, visando a prender criminosos e apreender suas armas”, traz a nota divulgada pela PM. 

++ Dois corpos são encontrados em carro na zona norte do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.