Tiroteio na zona norte do RJ deixa dois policiais feridos

Em mais um dia de violência nos morros do Rio de Janeiro, dois policiais ficaram feridos e um criminoso morreu num intenso tiroteio ocorrido no início da manhã de hoje, no Morro dos Telégrafos, no Complexo da Mangueira, zona norte da cidade. O confronto começou por volta das 6 horas, quando traficantes atacaram a tiros de fuzil o Posto de Policiamento Comunitário da Polícia Militar no morro.Os policiais revidaram o ataque. Cerca de 30 homens cercaram o posto e os policiais pediram reforços do Grupamento Tático-Móvel (Getam), Batalhão de Choque e Batalhão de Operações Especiais e do 4.º Batalhão da PM. O confronto durou 40 minutos e os criminosos chegaram a lançar uma granada, que explodiu contra os policiais. Dois PMs, cujos nomes não foram divulgados, ficaram feridos, um deles por estilhaços de granadas.De acordo com o Relações Públicas da PM, tenente-coronel Leonardo Tavares, um traficante resistiu à prisão e foi baleado. Ele morreu, logo depois de ser atendido no Hospital Souza Aguiar. Um fuzil de uso exclusivo da Aeronáutica, que estava em poder do criminoso, foi recuperado. Os corpos de outros dois criminosos foram encontrados num carro no Morro da Mangueira.Vários confrontosUm pouco mais tarde, a polícia trocou tiros com traficantes do Morro de São Carlos, na Rua Laurindo Rabelo, no Centro. Durante a troca de tiros, uma granada foi lançada contra os PMs, mas o artefato não explodiu. Os traficantes fugiram e agentes do Esquadrão Antibomba foram acionados e desativaram o explosivo. Ainda pela manhã, policiais de quatro batalhões foram mobilizados para deter um "bonde" formado por cerca de 15 traficantes do Morro do Turano, na Tijuca, zona norte. Os criminosos estavam em quatro carros, percorreram as ruas do bairro e depois se dispersaram. A polícia chegou a fechar a saída do túnel para a Lagoa Rodrigo de Freitas, mas os criminosos escaparam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.