Tiroteio no jardim do arcebispo do Rio

Seis bandidos armados trocaram tiros hoje de manhã com um policial militar no jardim da Residência Assunção, onde mora o arcebispo emérito do Rio, cardeal dom Eugenio Sales, na Estrada do Sumaré, número 670, na zona norte. Segundo a Polícia Militar, os criminosos estavam fugindo de uma ocupação no Morro do Turano, localizado próximo à casa de dom Eugenio Sales, que ficou à frente da Arquidiocese do Rio por 30 anos. Os bandidos fugiram.?Eles chegaram a entrar e houve tiroteio. Não sei se foi para fugir ou para assaltar. Ouvi pelo menos oito tiros, mas não vi nada?, disse o motorista do cardeal, Luiz Pereira, de 57 anos. Ele contou que na hora do confronto, por volta de 9 horas, estava com o arcebispo dentro da residência, que fica a cerca de 200 metros do portão principal, onde houve a troca de tiros. Disse também que apenas um policial fazia a segurança do local.?Eu ia fazer uma caminhada, mas quando escutei os tiros desanimei porque fiquei com medo?, informou o motorista que trabalha na casa há 29 anos. Mesmo sem ter visto a confusão, Pereira acredita que os bandidos não tiveram dificuldade para entrar. ?Um funcionário tinha saído para tomar café e o portão não estava trancado.? Dom Eugenio só se pronunciou oficialmente por meio de uma nota em que diz que ?o recente episódio de invasão e tentativa de assassinato de um policial é algo de insólito. Como faço parte de da comunidade carioca que passa por esses transtornos, não me assustei.? O cardeal disse ainda que é grato à Polícia Militar, que faz a segurança da residência desde que ela foi construída na década de 50. A casa fica em uma área isolada, cercada de mata e entre as favelas do Turano e do Salgueiro.A PM fez buscas pelos morros, mas ninguém foi encontrado. Policiais militares do Batalhão da Tijuca informaram que oscriminosos que invadiram a residência desceram a favela do Turano atirando. Houve confronto com a PM e eles escaparam pela mata, chegando até o portão da casa do cardeal. O Morro do Turano está ocupado pela PM desde anteontem por causa da morte de três traficantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.