Tiroteio no Rio deixa doze feridos

Doze pessoas ficaram feridas durante um tiroteio na festa do Clube Combinado 5 de Julho, no Barreto, em Niterói, na madrugada de hoje. As vítimas foram levadas para o Hospital Antônio Pedro, alguns baleados, outros com escoriações causadas durante o tumulto provocado pela troca de tiros.A delegada-adjunta da 78.ª DP (Fonseca), Valeska Garcez, disse que pelo menos um policial militar está entre os feridos, mas ainda não se sabe o envolvimento que ele teve na confusão. De acordo com o relato de pessoas que estavam na festa, tudo teria começado quando um homem tentou matar o promotor de eventos, que seria policial militar. Outras disseram que a briga começou quando um policial militar viu que sua mulher estava sendo assediada.Alguns foram atingidos por balas perdidas. A maioria se feriu quando procurava se proteger do tiroteio. As vítimas foram socorridas por pessoas que estavam na festa e ambulâncias do Corpo de Bombeiros.O presidente do clube, Ronaldo Nunes, disse à polícia que não viu o início da confusão. "Todos os feridos serão chamados a depor a partir de terça-feira", disse a delegada. "Ainda não sabemos se o policial é pivô ou vítima da confusão. Ninguém foi ouvido ainda." Até o meio-dia, o hospital não havia divulgado o estado de saúde dos feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.