Tiroteios entre PM e bandidos terminam com 3 mortes

Três bandidos foram mortos em trocas de tiros com policiais militares na zonas Leste e Sul da capital paulista. Em um dos casos, a polícia abordou um trio de seqüestradores que havia rendido um rapaz em Santo André, no grande ABC, e liberado a vítima somente na cidade de Suzano, também na grande SP. Três seqüestradores, que detinham um rapaz de 32 anos, na Avenida Costa e Silva, no bairro de Capuava, em Santo André, cruzaram com uma viatura da Força Tática da Polícia Militar, na Rua Romão Gramacho, 158, no Jardim São Paulo, zona Leste de São Paulo. Depois de renderem a vítima, agredi-la a coronhadas no pescoço e de disparar dentro do Fiat Siena vermelho do rapaz, os seqüestradores deixaram o refém na Estrada do Pau-a-Pique, no bairro de Sete Cruzes, em Suzano. Eles ameaçaram a vítima, que foi obrigada a correr para dentro de um matagal da região.O rapaz chamou a polícia, que começou a procurar pelos três seqüestradores, localizados posteriormente na zona Leste. Quando os policiais cruzaram com o trio, os seqüestradores começaram a disparar, iniciando uma troca de tiros. Um deles invadiu uma casa e foi atingido pelos disparos. Donizete Gomes dos Santos, 41, com várias passagens pela polícia por roubo e porte de armas, foi socorrido no Pronto-Socorro de Guaianazes e morreu. A vítima reconheceu Donizete como o mais violento do trio e como autor do disparo dentro do carro. Os outros dois seqüestradores fugiram.Na zona Sul de São Paulo, dois rapazes que tinham roubado um veículo Gol, branco, na Rua Miguel Stéfano, rendendo o proprietário de 56 anos, trocaram tiros com policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA), assim que foram localizados na Rua Menino do Engenho, 12, Jardim São Savério, na mesma região do roubo. Eles desceram do carro e começaram a disparar contra os policiais. José Edson da Silva Dantas, de 21 anos, e Luciano dos Santos, de 24 anos, foram socorridos no Pronto-Socorro do Sesi, mas morreram. Eles tinham passagem pela polícia por roubo e tráfico de drogas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.