TJ concede liberdade a vereadores de Barrinha

SÃO PAULO

, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2010 | 00h00

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu habeas corpus para libertar os quatro vereadores de Barrinha, na região de Ribeirão Preto, suspeitos de corrupção. Presos no sábado, eles foram soltos na noite de anteontem. Os quatro são investigados por suposta cobrança de propina para alteração de regras para instalação de postos de combustíveis na cidade. Vídeo gravado pelo comerciante Mituo Takahashi mostra conversa com Carlos Alexandre Alves Borges (PTB) citando o envolvimento do presidente da Câmara, Antonio Kinoshita, do PMDB. Os vereadores negam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.