TJ manda afastar vereadora Myriam Athiê, de SP

A 6ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça, por unanimidade, confirmou decisão de primeira instância que, em 2 de outubro do ano passado, afastou do cargo a vereadora Myriam Athiê (PPS) sob acusação de improbidade administrativa. O sigilo bancário da vereadora foi quebrado e seus bens bloqueados.Myriam está sendo acusada pelo Ministério Público de receber propina de R$ 40 mil para favorecer a Viação Tiradentes, que estava sob intervenção da SPTrans.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.