TJ mantém preso acusado de abusar de garota no oeste de SC

Ele e mais dois adolescentes teriam estuprado menina em Joaçaba e depois colocado vídeo do ato na internet

Elvis Pereira, estadao.com.br

20 de janeiro de 2009 | 21h25

Por unanimidade, a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) de Santa Catarina negou um pedido de habeas corpus feito pelo universitário Guilherme Augusto Trentin da Silva, de 18 anos. Ele está preso preventivamente desde novembro de 2008 sob acusação de, com mais dois colegas, abusar sexualmente de uma garota de 15 anos numa festa, filmar o ato e colocar o vídeo na internet. O crime ocorreu em Joaçaba, no oeste do Estado.  Veja também:Jovens são presos suspeitos de estuprar garota em festa em SC  Segundo o TJ, a defesa de Silva alegava que seu cliente é réu primário e filho de família conhecida. Além disso, classificou as acusações contra ele de "enviesadas e sem fundamentação". O relator do caso, o desembargador substituto Roberto Lucas Pacheco, afirmou que "os predicados pessoais do paciente não são suficientes para garantir que responda ao processo em liberdade". O magistrado ressaltou, ainda, que a decretação da prisão preventiva teve como objetivo garantir a orem pública e a conveniência da instrução criminal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.