TJ nega habeas-corpus para os irmãos Cravinhos

O desembargador Luiz Carlos Ribeiro dos Santos, do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou hoje liminar em habeas-corpus para os irmãos Daniel e Christian Cravinhos, acusados de matar o casal Manfred e Marisa Richtoffen, presos desde o dia 23. No recurso, protocolado hoje, o advogado dos irmãos, Geraldo Jabur, alegou que a prisão não tem respaldo legal porque eles têm residência fixa, não tinham intenção de fugir, são réus primários e, portanto, não oferecem risco à sociedade. "Não há motivo para deixá-los presos. O problema é o clamor público", disse Jabur.O Tribunal de Justiça ainda vai apreciar o recurso no mérito. Como não foi notificado oficialmente da decisão, Jabur disse que ainda não sabe se vai recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.