Toma que o filho é nosso!

Tutty Vasques escreve todos os dias no portal Estadao.com.br, de terça a sábado neste caderno e aos domingos no caderno Aliás

Tutty Vasques, O Estadao de S.Paulo

22 de maio de 2008 | 00h00

Para quem ainda não entendeu direito como funciona a tal guarda compartilhada aprovada na terça-feira na Câmara dos Deputados, o negócio é parecido com o esquema que São Paulo e Inter de Milão adotaram para o bem de Adriano, o Imperador.Guarda compartilhada é, como o nome diz, a divisão de responsabilidades na formação de uma criatura. Lula e Dilma Rousseff têm, de certa forma, a guarda compartilhada de Carlos Minc pelo menos enquanto ele for ministro. São pais da criança meio a meio (sem trocadilhos com ambiente, por favor!), jamais poderão dizer que esse menino ficou assim porque um ou outro nãolhe deu limites.Governo e oposição deveriam, aliás, assumir a guarda compartilhada do Brasil ou pelo menos não deixar suas crias soltas por aí,sem pai nem mãe, como é o caso da proposta de uma nova CPMF e da candidatura Geraldo Alckmin.Deu para entender o espírito da coisa? GIRASSOL"Diga ao povo que eu fico loira de novo amanhã!"Marília Gabriela, jogando pá de cal em sua fase morena, carioca, favelada...PARCEIROSLula e Serra resolveram levar a sério essa história de uma nova maneira de fazer política. Estão, inclusive, combinando pegar um cineminha no feriadão.Festa dissidenteA PF ainda está investigando, mas desconfia que boa parte dos 17.600 LSDs apreendidos ontem no Rio destinava-se à turma que desbundou em 1968 e está comemorando os 40 anos da data.ContratendênciaQuando menos se espera, chega o 12 de junho. Não vá neste ano pagar o mico de dar uma roupinha da loja de Tom Ford na Daslu pro seu namorado, hein! Quem avisa amigo é!Basta!A CPI dos Cartões Corporativos foi suspensa ontem por duplo W.O.. Isso quer dizer: nem o governo nem a oposição agüentam mais este papo de vazamento de dossiê.Banho de butiqueO ministro Carlos Minc está tomando coragem para propor o uso de colete à índia caiapó Tuíra, líder do movimento contra construção de hidrelétrica no Rio Xingu. Já até mandou confeccionar um modelinho com a mesma estamparia de guerra que ela pinta sobre os seios. A propósito...Comentário politicamente incorreto entreouvido numa banca de jornais da Av. Paulista diante da primeira página da edição de ontem do Estado: "Bons tempos aqueles em que índia velha era apelido de destaque veterano em carro alegórico da parada gay."Boa viagemO melhor de Campos de Jordão é aquele friozinho desta época do ano. O pior, como se sabe, é o calor humano de 100 mil turistas. Ô, raça!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.