Toneladas de lixo são retiradas de rua transformada em depósito na capital

A subprefeitura da Mooca retirou nesta sexta-feira, 15, cerca de 200 toneladas de lixo acumulado na Rua Nelson da Cruz, ao lado da unidade da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) do Tatuapé, no Belém, zona leste de São Paulo, durante uma operação de combate à ocupação de vias públicas. O final da rua sem saída foi invadido há quatro anos por 50 pessoas que ocuparam os dois lados da via, construíram seis casas e levantaram paredes de alvenaria ou madeira que serviam de depósito de materiais que eram vendidos para reciclagem. Pilhas de lixo e entulho com quatro metros de altura estavam amontoados em um espaço de 100 metros. Além da proliferação de ratos, ratazanas, moscas, insetos, pombos, baratas e mau cheiro. A A operação contou com cerca de 70 funcionários que distribuíram o lixo em 12 caminhões. ?O local não tem nenhuma condição de higiene e segurança?, contou o subprefeito da Mooca, Eduardo Odloak. Assistentes sociais da Secretaria de Serviços acompanharam a remoção, cadastraram as pessoas e 22 delas aceitaram trabalhar em uma cooperativa de triagem de lixo na Avenida Salim Farah Maluf.Esta é a segunda vez que a subprefeitura da Mooca trabalha nessa rua. A primeira remoção de lixo foi em janeiro deste ano. Na ocasião, foram retirados 35 barracos lotados de lixo inorgânico. Na segunda-feira, 18, a equipe voltará ao local para fazer desratização da área.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.