Total de mortes em rodovias federais cai 35% no feriado de Corpus Christi

Foram registrados 2.073 acidente, com 1.232 feridos e 85 óbitos; em 2010, 131 pessoas morreram

Solange Spigliatti, estadão.com.br

27 de junho de 2011 | 15h50

O número de mortes em rodovias federais durante o feriado prolongado de Corpus Christi, entre quinta-feira e ontem, teve uma redução de 35% em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, houve redução no total de acidente e feridos. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A PRF atendeu, em 2010, a 2.181 acidentes, com 1.357 pessoas feridas e 131 mortes. Neste feriado, foram atendidos 2.073 acidentes (menos 5%), com 1.232 feridos (menos 9%) e 85 óbitos (redução de 35%).

As quedas mais expressivas no número de óbitos ocorreram em Minas Gerais, de 24 para 14 (menos 49%), no Espírito Santo, de 11 para duas (menos 82%), e na Bahia e Pernambuco, onde os óbitos caíram de 13 para 4 (menos 69%). Já nas regionais do Amazonas, Amapá, Tocantins e Roraima, nenhuma morte foi registrada. Em Alagoas, Acre, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí, somente uma ocorrência com morte foi atendida em todo o feriado prolongado.

Durante o período, foram realizados 8.139 testes de bafômetro. Em todo o País, 429 motoristas foram reprovados, dos quais 196 foram presos em flagrante. Durante a operação, mais de 73 mil veículos foram fiscalizados. Foram lavrados 29 mil autos de infração, recolhidos 1.282 veículos e 528 carteiras de habilitação.

Anchieta-Imigrantes

Três pessoas morreram e 67 ficaram feridas, entre elas três gravemente, nas rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes no feriado. Durante a operação, foram registrados 121 acidentes, 75 deles sem vítimas e 43 com vítimas. Três pessoas foram socorridas em estado grave e outras 64 sofreram apenas ferimentos leves.

Segundo a concessionária Ecovias, mais de 265 mil veículos utilizaram as rodovias do Sistema para chegar ao litoral durante o feriado, ultrapassando a expectativa da empresa, que esperava entre 150 mil e 250 mil veículos em direção à Baixada Santista. O número foi superior ao registrado durante o feriado do ano passado, quando a concessionária registrou a passagem de 231 mil veículos, entre os dias 2 e 6 de junho.

O retorno à capital paulista começou a ficar intenso ontem, por volta das 11 horas, quando a Ecovias deu início à Operação Subida (2x8). A Ecovias registrou uma média de 6 mil veículos por hora no sentido São Paulo, com um pico de 7.894 veículos, entre 12 horas e 13 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.