Trabalhadores do aeroporto de Frankfurt entram em greve domingo

Os trabalhadores da pista do aeroporto de Frankfurt vão retomar sua greve no domingo por um período de cinco dias, depois do fracasso das negociações realizadas na sexta-feira entre seus representantes e a empresa operadora do local, a Fraport, sobre um acordo de reajuste salarial, disse o sindicato GdF neste sábado.

REUTERS

25 Fevereiro 2012 | 17h52

Em um comunicado a GdF afirmou que a paralisação começará no início da noite de domingo (horário local) e se estenderá até à quinta-feira, dia 1o de março.

O aeroporto de Frankfurt é o terceiro mais movimentado da Europa -depois de Heathrow, de Londres, e Charles de Gaulle, de Paris-, com cerca de 1.300 voos por dia, mais da metade deles operados pela Lufthansa.

Depois que as conversações sobre os salários fracassaram na sexta-feira, a Fraport classificou a reivindicação do GdF como injustificável e inaceitável. Já o GdF acusou a Fraport de fazer uma oferta mais baixa do que a apresentada antes do início do processo de mediação.

A Lufthansa foi a mais prejudicada pelas greves iniciadas em 16 de fevereiro e estendidas até o dia 22, com um intervalo de trabalho no fim de semana.

A paralisação iria prosseguir até sexta-feira, mas foi interrompida na quarta, depois que a Fraport propôs novas conversações.

Os trabalhadores envolvidos são cerca de 200 de equipes em terra responsáveis por orientar os aviões para os locais de estacionamento.

Desde a quinta-feira foram cancelados mais de mil vôos, na grande maioria da Lufthansa, que deu prioridade ás viagens intercontinentais.

Segundo a Lufthansa, os primeiros quatro dias de greve custaram uma soma de dois dígitos em milhões de euros em receita.

(Reportagem de Marilyn Gerlach)

Mais conteúdo sobre:
AEREASFRANKFURTGREVEDOMINGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.