Trabalho aproxima geração dos jovens

Para especialista, ?juniorização? do mercado estimula convívio, que hoje é muito mais natural que no passado

O Estadao de S.Paulo

13 de outubro de 2007 | 00h00

Para especialistas, uma das razões que explica o perfil mais moderno da atual geração de quarentões é o maior contato deles com jovens entre 20 e 30 anos. "O intercâmbio entre essas gerações é muito maior hoje do que antigamente", diz o psiquiatra Luiz Cuschnir, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP.Para Fábio Mariano Borges, sócio-diretor da Insearch, empresa de consultoria responsável pela pesquisa com o público quarentão, hoje o convívio entre pessoas de idades tão diferentes ocorre naturalmente. Segundo ele, as empresas vivem um período de "juniorização" que facilita o intercâmbio. "É comum as duas gerações dividirem a mesa de reuniões e, no final do dia, a mesa na happy hour num bar."A técnica em comunicação Aparecida Coimbra, de 47 anos, adora sair para bares com as colegas de trabalho - a maioria com menos de 30 anos. "As mães de algumas delas têm a minha idade", brinca. Nem por isso sente qualquer rejeição. "Elas não me tratam como uma ?tia?, mas como uma amiga."O advogado Milton Roberto Druzian, de 45 anos, abriu há dois meses um escritório e tem como sócio um jovem de 24 anos. Ele diz que as diferenças que existem servem para complementar as deficiências de cada um deles. "No que ele esbanja dinamismo e energia, eu jogo experiência e senso de realidade", observa.LIMITESO psiquiatra do HC, porém, adverte que nem todo tipo de convivência é saudável. Em ambientes de baladas ou atividades esportivas que envolvam disputas (como partidas de futebol), a idade conta, sim. "Por mais jovem que um homem de 40 anos seja, ele não tem a mesma capacidade física de um jovem de 20", exemplifica. "Assim como um jovem não costuma freqüentar um restaurante tradicional pode pegar mal uma pessoa mais velha ir à balada da moda."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.