Traficante colombiano de US$ 5 milhões é transferido do Rio

Caro-Chaparro era procurado desde 2001, quando foi indiciado por tráfico e lavagem de dinheiro nos EUA

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

27 de abril de 2010 | 09h30

O traficante colombiano Nestor Ramon Caro-Chaparro, de 42 anos, um dos homens mais procurados do mundo, preso no último dia 16, no Rio, será transferido nesta manhã para um presídio federal, ainda não divulgado.

 

Segundo a Polícia Federal, o traficante será levado por volta das 9h30 de helicóptero de Bangu I para o Aeroporto do Galeão, no Rio, de onde seguirá, no avião da PF, para um presídio federal em outro Estado para aguardar a extradição.

 

O traficante foi preso quando deixava o Edifício São Carlos do Pinhal, no bairro de Copacabana, zona sul do Rio. Ele era procurado desde setembro de 2001, quando foi indiciado por tráfico e lavagem de dinheiro no Distrito Leste de Nova Iorque - como integrante do cartel colombiano do Vale do Norte.

 

Uma recompensa de US$ 5 milhões havia sido oferecida pelos EUA para quem encontrasse o traficante. Segundo eles, Caro-Chaparro morava há cinco anos em Copacabana.

Mais conteúdo sobre:
RiotraficantePolícia Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.