Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Traficante confessa ter matado italiana na Bahia

Antônio Patricio dos Santos tinha passagem na polícia por 'associação ao tráfico'; prisão foi efetuada na noite de quarta-feira, 23

O Estado de S.Paulo

25 Novembro 2016 | 08h07

CAIRU - Um homem confessou à polícia de Cairu, na Bahia, ter matado a turista italiana Pamela Canzonieri, de 39 anos. Em interrogatório realizado na tarde desta quinta-feira, 24, Antônio Patricio dos Santos, conhecido na região como "Fabrício", confessou o crime. A titular da unidade policial, Argimária Soares Freitas, disse que pedirá a conversão da prisão temporária para a preventiva.

O homem já tinha passagem por associação ao tráfico na mesma delegacia. O homem foi capturado na noite de quarta-feira, 23, e já tinha madado de prisão expedido pela comarca de Valença. Ele disse que teria se encontrado com a vítima e ido até sua casa. À polícia o homem informou que tinha usado cocaína e não se recordava dos detalhes. As informações da versão serão verificados por meio dos laudos periciais e depoimentos de testemunhas e provas colhidas na cena do crime.

De acordo com Argimária, Fabrício atuava como traficante na região. “Ele foi indiciado pelo crime de associação ao tráfico e na época se limitava a esta prática criminosa. Durante o interrogatório referente a este novo crime percebemos que ele se tornou uma pessoa mais agressiva após a passagem pelo sistema prisional”, disse a delegada, conforme nota publicada no site da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA). 

Mais conteúdo sobre:
BahiaSÃO PAULOBahiaValença

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.