Traficante é preso no Rio com armamento pesado

Policiais da Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE) prenderam na madrugada desta quinta-feira o traficante foragido Marcelo Alves Abrantes, de 36 anos, o Marcelo Playboy, suspeito de ser o gerente do tráfico do Morro Azul, no Flamengo, zona sul. O criminoso já foi condenado por roubo, mas não cumpriu a pena. Ele estava sendo monitorado há 15 dias. Com o traficante, a polícia encontrou nove pistolas, uma espingarda calibre 12 e um fuzil 7 mm.Marcelo Playboy foi autuado por porte ilegal de armas e encaminhado para a Polinter. Se condenado, Abrantes, que já tem passagem pela polícia, pode pegar de 2 a 4 anos de cadeia. A prisão ocorreu quando o traficante dirigia um carro na zona sul. Segundo o delegado titular da DRAE, Claudio Vieira, Marcelo Playboy estava com uma carteira de habilitação falsa, em nome de Marcelo Clemente Pereira.Ele disse ainda que Abrantes estaria no ?terceiro escalão da facção criminosa Terceiro Comando?. ?Sabemos que ele é o elo para chegarmos ao Linho e ao Gan Gan, que são mais procurados?, disse Vieira, se referindo aos traficantes Paulo César da Silva Santos, de 30 anos, e Irapuã David Lopes, de 39 anos, respectivamente. Ambos têm grande importância na hierarquia do Terceiro Comando.Na delegacia, o traficante disse que ia usar as armas em um assalto, mas o delegado acha que a intenção era abastecer outros morros. ?Essas armas estariam indo para o Linho, que domina o tráfico de drogas e armas no Complexo da Maré (zona norte) ou para o Gan Gan, que é o chefe do Morro do São Carlos (centro)?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.