Traficante foragido morre do coração

Mizael Pedroso, considerado um dos mais ativos traficantes de maconha em parte dos Estados de São Paulo e Minas Gerais e que chegou a ser um dos cinco mais procurados pela polícia paulista, foi sepultado hoje em Mogi Mirim. Ele morreu de problemas cardíacos na Santa Casa de Valinhos, onde estava internado há pelo menos duas semanas sob a falsa identidade João Barbosa. Pedroso era foragido.Ele foi internado por uma mulher desconhecida. A polícia conseguiu identificá-lo por meio de impressões digitais, depois de receber a informação de que se tratava do criminoso. Há dois anos, policiais de Mogi Mirim apreenderam perto de uma tonelada de maconha, escondida em um caminhão na zona rural da cidade, que pertencia a Pedroso. Mas ele não foi localizado na época.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.