Traficante indiciado pela morte de Marcinho VP

A polícia indiciou o traficante Luiz Guilherme Soares de Araújo pela morte de Marcio Amaro de Oliveira, o Marcinho VP, estrangulado na segunda-feira dentro do presídio Bangu 3. Ele estava numa cela vizinha à que abrigava Marcinho e apareceu um dia depois do crime com três costelas quebradas - o que pode ter sido resultado de uma possível briga com VP.O delegado Nerval Goulart disse que Araújo é o principal suspeito, por não ter conseguido explicar as fraturas. Ao depor, ele caiu em contradição: ora disse que havia se machucado numa partida de futebol na segunda-feira, ora alegou que a lesão tinha sete anos e que, agora, a dor reapareceu. "Um preso confirmou que ele quebrou as costelas numa briga, mas não disse com quem foi. E todos negaram que ele tenha se machucado durante o futebol", contou Goulart, que passou o dia no presídio, tomando depoimentos. Para ele, pelo menos outros quatro detentos teriam ajudado a matar o traficante.Luto forçadoO comércio no bairro do Lins de Vasconcelos, na zona norte do Rio, ficou fechado o dia todo, por ordem de traficantes do Morro do Amor. Eles impuseram luto por causa da morte do traficante Gustavo José Rodrigues, de 25 anos, baleado em confronto com PMs na terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.