Traficante internacional é preso em selva no Acre

Criminoso, condenado no Brasil e em Luxemburgo, foi pego a 20 km da fronteira com o Peru

Solange Spigliatti, estadão.com.br

08 Agosto 2011 | 15h25

SÃO PAULO - Foi preso durante uma operação da Polícia Federal no Acre um narcotraficante português, identificado como J.A.C.F., de 60 anos, condenado pela Justiça do Maranhão, Ceará, e pelo país Luxemburgo por tráfico de drogas.

 

A operação teve início com a suposta presença de um grupo peruano armado que teria invadido as instalações da base da Frente de Proteção Etnoambiental Envira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Igarapé Xinane. A base é localizada a cerca de 20 Km da fronteira com o Peru, às margens do Rio Envira, em região de selva densa e onde vivem diferentes etnias de índios isolados.

 

Segundo Carlos Travassos - coordenador-geral de Índios Isolados e Recente Contato da Funai - no sábado foi encontrado um acampamento no outro lado de um igarapé, onde havia um colchão, sacos de açúcar, uma mochila com cascas de cartuchos roubados da base e um pedaço de flecha. De acordo com a PF, após a retomada do Posto da Funai, foram realizadas incursões na mata, que culminaram com a prisão de J.A.C.F.

 

Com relação ao possível cerco aos Servidores da Funai, neste último final de semana, a Polícia Federal recebeu alguns e-mails do Servidor da Funai que relatavam que as coisas estavam sob controle no sábado e o contato mais recente teria informado sobre a presença rastros de pessoas. Diante dos fatos a Polícia Federal está analisando as informações e adotando as providencias cabíveis.

Mais conteúdo sobre:
traficanteAcrePeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.