Traficante nigeriano e suas "mulas" são presos em São Paulo

Um traficante nigeriano e duas de suas "mulas" - jargão policial usado para qualificar as pessoas que apenas ganham para transportar a droga - foram detidos na noite de domingo no bairro do Aeroporto, na Zona Sul da capital paulista, e no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, por investigadores do Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc).Adegoke Mukandaz, de 37 anos, que também leciona aulas de Inglês, foi preso no interior de sua residência, na região de Congonhas, após os policiais civis prenderem a estudante sul-africana Motshidisi Lydia Mahoko, de 28 anos, em Guarulhos. Lydia, cunhada do professor, estava embarcando para a África do Sul com três malas, em cuja armação de ferro estava escondido um quilo de cocaína.Detida, a estudante disse que a bagagem pertencia ao nigeriano e levou os policiais até a casa dele, onde foram encontradas outras nove malas - que também estavam sendo preparadas para o tráfico de drogas - uma porção de cocaína, fita adesiva, balança digital e outros equipamentos para o preparo das malas. Outra envolvida no esquema, a desempregada e sul-africana Valentine Akinola, de 23 anos, também foi presa em flagrante em Guarulhos com 1,5 quilo de cocaína em pequenos pacotes presos ao corpo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.