Traficante que torturou adolescente a mando do pai é preso em Itaboraí(RJ)

Comerciante, dono de bar, procurou os criminosos após o filho furtar engradados de cerveja

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 Abril 2012 | 04h00

SÃO PAULO - Os traficantes Marlon da Fonseca da Silva e Webert José dos Santos foram presos, nesta quinta-feira, 19, em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, por policiais da 71ª Delegacia. Ambos tinham prisão preventiva temporária expedida pela justiça local e, segundo a polícia, são chefiados por George Alves, o "Anão", chefe do tráfico na comunidade. Anão também teve a prisão decretada, mas continua foragido.

 

Após saber que o filho, um adolescente, havia furtado 14 engradados de cerveja do bar da família, o comerciante pediu a criminosos do Morro do Catiço, ligados ao Comando Vermelho, que capturassem o menor e o torturassem. "Anão" então ordenou aos comparsas que dessem um castigo ao adolescente, que foi levado até a localidade conhecida como Cruzeiro e lá espancado por dez pessoas.

 

O comerciante chegou a ser detido pela polícia e, após se mostrar arrependido, teria ajudado os policiais a encontrar parte dos criminosos. Um menor, também integrante do tráfico no morro, também foi detido pelos policiais e confirmou que Webert participou da sessão de tortura contra o garoto acusado de furtar as bebidas.

 

Com o menor detido, foram apreendidos dinheiro proveniente da venda de drogas e uma trouxinha de maconha.

Mais conteúdo sobre:
Tráfico tortura Itaboraí

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.