Traficante tenta subornar policiais

Ao saber que a sua companheira Vanessa Teodoro Ferreira, de 23 anos, tinha sido detida, ontem à noite, quando PMs do 19º BPMM encontraram cocaína, crack e duas armas em sua casa, na Rua Cícero Mendes 33, no Parque Porteira Grande, na zona Leste, o traficante Jorge Luiz de Oliveira Santos, de 24, por telefone, ofereceu-lhes dinheiro e dois veículos para que o casal ficasse em liberdade. Após a negociação, além de Vanessa, os policiais prenderam também Carlos Eduardo Santos, de 21 anos, que foi cumprir o acordo no lugar de Jorge.Ontem à tarde, os PMs receberam denúncia anônima com descrição detalhada sobre o casal de traficantes. Um grupo de 15 policiais cercou a casa. Houve corre-corre e tanto Jorge quanto a mulher conseguiram fugir. Na moradia havia cerca de um quilo de cocaína e crack, um pistola de calibre 45 e outra 7.65, além de R$ 2.300 em cheques de pequeno valor.Vasculhando as ruas próximas, os PMs souberam que a Vanessa havia se refugiado num salão de cabeleireira. Ela foi encontra ali, fingindo que aguardava para ser atendida. Indagada, admitiu que ela e o marido são traficantes. Ao retonarem com a mulher para a casa, os policiais receberam um telefonema de Jorge Luiz afirmando que lhes daria R$ 2.500 em dinheiro, um auto Gol, que estava estacionado à porta, e um Corsa, que deveriam apanhar em outro local. O "acerto" seria realizado no estacionamento de um grande supermercado na Av. Rio das Pedras.Vanessa ficou no local para receber o dinheiro do suborno que repassaria aos PMs. Os policiais haviam se espalhado por toda a área. Foi quando surgiu Carlos Eduardo, integrante da quadrilha, que levou o dinheiro, as chaves do Gol e os documentos do Corsa. Recebeu voz de prisão e foi levado com Vanessa para o 41º DP Vila Rica. O delegado de plantão os autuou em flagrante por tráfico, porte ilegal de armas e corrupção ativa. Resta agora prender Jorge, o chefe da quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.