Traficantes cariocas exibiam bazuca que não funcionava

Uma bazuca de uso exclusivo das Forças Armadas foi apreendidaNesta quinta-feira à tarde por policiais militares que patrulhavam a favela Cidade de Deus, na zona oeste. Segundo a polícia, o equipamento não dispara mais porque é descartável e já tinha sido usado. Na bazuca, havia a inscrição CVRL (Comando Vermelho Rogério Lengruber), numa referência ao fundador da facção criminosa.O inspetor Luiz Carlos Silva, da 32º Delegacia Policial (Jacarepaguá), informou que a bazuca é de fabricação sueca e estava sendo exibida pelos traficantes para impressionar os moradores da favela. ?Esta arma dispara apenas uma vez e, como já tinha sido usada, não funciona mais.?O policial disse ainda que o equipamento pode destruir um tanque de guerra quando novo. Segundo a Polícia Militar, dois carros do Policiamento Tático Móvel (Getam) faziam uma ronda na favela quando avistaram um grupo de traficantes armados. Os criminosos evitaram o confronto, preferiram fugir e abandonaram a bazuca no local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.