Traficantes da quadrilha de Uê são julgados no Rio

Catorze integrantes da quadrilha do traficante Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê, entre os quais ele próprio, começaram a ser julgados nesta quarta-feira na 26ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. Foragidos, dois deles estão sendo julgados à revelia. Todos são acusados de associação para o tráfico de entorpecentes no Morro do Adeus.Além de Uê, que já cumpre pena de mais de 200 anos de prisão por tráfico e está há seis em Bangu 1, no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio, estão sendo julgados seu cunhado, Wanderley Soares, duas irmãs do traficante um irmão e três advogados.Trinta policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, 20 agentes do Departamento de Sistema Penitenciário (Desipe), 20 carros e seis motos escoltaram os criminosos no trajeto de aproximadamente 40 quilômetros entre o Complexo Penitenciário de Bangu e o Fórum, no centro da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.