Traficantes da Rocinha recebem polícia à bala

Uma pessoa morreu e três foram presas numa operação policial, nesta quarta-feira de manhã, na favela da Rocinha, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro. Quando os cerca de 150 policiais militares do 23º Batalhão (Leblon) e do Grupamento Tático Móvel (Getam) chegaram à favela, foram recebidos a tiros por traficantes.No confronto, Paulo Sérgio Faria dos Santos, de 32 anos, foi atingido e encaminhado ao Hospital Miguel Couto, próximo dali, onde morreu. A polícia deixou o local no fim da tarde. Com os detidos foram encontradas uma espingarda, cinco carregadores de fuzis e três pistolas.Cassiano Miranda da Silva, de 25 anos, Francisco Gomes de Azevedo, de 36, e uma mulher identificada apenas como Elizângela, de 18, tentaram correr quando viram a polícia, mas foram encurralados dentro de um barraco.Alguns moradores estavam indignados com a morte de Santos, alegando que ele não era ligado ao tráfico. A operação começou por volta de 5h30 e tinha como objetivo ?prender pessoas ligadas ao tráfico?, segundo informou o comandante do batalhão, tenente-coronel Ubiratã Angelo.Ele informou ainda que 14 policiais fazem, dia e noite, o patrulhamento na Rocinha, que é considerada um bairro pela prefeitura e tem uma comunidade de aproximadamente 120 mil pessoas.No Morro do Amor, no Lins de Vasconcelos, zona norte, onde também houve operação policial, dois traficantes ainda não identificados morreram durante tiroteio com cerca de 40 policiais militares que fizeram uma incursão no local.Os PMs apreenderam dois revólveres calibre 38, um carregador e munição para fuzil, 34 trouxinhas de maconha e 116 sacolés de cocaína. Ninguém foi preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.