Traficantes de luto fecham comércio na zona norte do Rio

Parte do comércio na Tijuca, zona norte do Rio, ficou fechado hoje por ordem de traficantes, em luto pela morte de um dos criminosos que dominam o comércio de drogas no Morro do Borel. O bandido, baleado num tiroteio com a polícia, seria filho do "dono" da favela, Isaías Costa Rodrigues, o Isaías do Borel, preso em Bangu 1.As lojas ficaram fechadas nos pontos próximos ao morro e na Rua Conde Bonfim, uma das mais movimentadas do bairro. A Polícia Militar reforçou o policiamento, mas, mesmo assim, os comerciantes não se sentiram seguros para trabalhar. Escolas da região também não funcionaram.Marina Maggessi, chefe da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Civil, não confirmou se o traficante morto era mesmo filho de Isaías do Borel. O bandido, que tem vários filhos, é apontado como número três na hierarquia da facção criminosa Comando Vermelho, liderada por Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.Veja o especial:

Agencia Estado,

07 de abril de 2003 | 17h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.