Traficantes internacionais de drogas são presos em SP

Após quatro meses de investigação, a Polícia Federal de Ribeirão Preto apreendeu um avião utilizado no tráfico internacional de drogas. Tudo começou em novembro do ano passado, numa blitz realizada na cidade de Morro Agudo, no interior de São Paulo, quando um avião e 690 quilos de maconha foram apreendidos, mas os traficantes conseguiram fugir em outra aeronave. O mesmo monomotor teria transportado 475 quilos de maconha, apreendidos na última segunda-feira, num cerco montado pela polícia na Rodovia Anhanguera, em São Joaquim da Barra, no Estado de São Paulo.A droga estava num caminhão que era escoltado por uma Saveiro. Na ocasião, três homens foram presos. Pouco depois, a polícia localizou o avião que procurava há quatro meses. O aparelho foi apreendido na cidade de Prata, em Minas Gerais, e pousou, no final da tarde de ontem, no aeroporto de Ribeirão Preto. A Polícia Federal descobriu a aeronave e prendeu os criminosos depois de obter informações dos três traficantes presos em São Joaquim da Barra.Segundo o Bom Dia SP, da TV Globo, todos estão no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto e revelaram como funciona o esquema para o tráfico de entorpecentes na região. A maconha é carregada no Paraguai e de Pedro Juan Caballero vai de avião até as regiões de Morro Agudo e São Joaquim da Barra. De caminhão, a droga segue pela Rodovia Anhanguera até São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.