Traficantes queriam também atacar o Pão de Açúcar

O diretor do Corcovado, Sávio Neves Filho, disse que o objetivo dos traficantes que atiraram ontem à noite contra a estação do trem do ponto turísitico era atacar também o Pão de Açúcar, outro cartão postal do Rio de Janeiro. Segundo Neves Filho, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima repassada ontem às 15 horas para o Corcovado, dando conta de que os bandidos pretendiam atacar os dois pontos como forma de marcar simbolicamente seu poder. "Está cada vez mais complicado trabalhar com turismo no Rio. Todo o turismo na cidade está pautado no Corcovado e no Pão de Açúcar. Futuramente, pacotes poderão ser cancelados", disse Neves Filho, que mandou reforçar o policiamento na estação. Segundo moradores de um prédio vizinho a um monumento, que também foi atingido, os tiros foram disparados por volta das 22h30. "Estava aqui no escritório pouco antes e poderia ter sido atingida", contou a dona de casa Ruth Arakaki, de 52 anos, ao mostrar o buraco feito por um tiro em sua janela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.