Transferência de presos seria quase impossível, admite Lembo

O governador de São Paulo, Cláudio Lembo, admitiu nesta sexta-feira, 14, que a transferência de presos federais alocados em presídios em São Paulo seria uma medida "quase impossível", apesar de desejável. Por isso, segundo ele, o governo decidiu retirar este tema da pauta de discussões que estão sendo realizadas com o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para tratar do tema da violência no Estado."Eu gostaria que esta transferência acontecesse, porém tenho consciência também de que os presídios dos demais Estados e o presídio federal não têm condições de receber esses presos", disse Lembo, em entrevista coletiva, concedida hoje à tarde no Palácio dos Bandeirantes. "Portanto, tiramos desta fase de trabalho este tema, porque seria um tema de solução dificílima".Bastos, que está reunido com Lembo, no Palácio dos Bandeirantes, considerou procedentes as solicitações do governador paulista, mas ponderou que há uma determinação legal para que os Estados recebam presos federais em troca de repasses do Fundo Penitenciário e outros recursos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.