Transformador de energia explode e mata mulher

A explosão de um transformador de rua da Empresa Bandeirante de Energia (EBE) causou a morte da dona de casa Cacilda Leme, de 52 anos, e ferimentos em sua acompanhante, Maria Zenaide de Fátima Miranda, de 47, ontem à noite, em Araçoiaba da Serra, a 115 quilômetros de São Paulo. O acidente aconteceu no trecho final de uma rua do Bairro Araçoiabinha, na zona rural do município. O transformador estava sendo consertado por dois técnicos da empresa quando estourou, produzindo um forte clarão. Naquele momento chovia e a rua estava às escuras em razão do reparo no equipamento. Outras pessoas que estavam nas proximidades ouviram o grito de uma das mulheres. Elas foram encontradas caídas. Maria Zenaide estava desmaiada e foi levada primeiramente para o pronto-socorro de Araçoiaba da Serra, com ferimentos leves causados pela queda. Cacilda estava morta.A assessoria de comunicação da empresa informou que a mulher pode ter morrido de ataque cardíaco, em razão do susto causado pela explosão. Segundo o assessor Roniwálter Jatobá, os técnicos que analisam a ocorrência entregarão um relatório para a diretoria. O delegado de Araçoiaba da Serra, Pedro Luís Dalboni, abriu inquérito para apurar o acidente. Ele foi ao local acompanhado da equipe de engenharia da Polícia Técnica de Sorocaba e admite a hipótese de morte por síncope cardíaca, causada pelo susto. "Mas trabalhamos também com a possibilidade de ter ocorrido uma descarga de eletropressão por eventual falha de segurança."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.