Trânsito se complica na saída de São Paulo

Apesar de as estradas que cortam São Paulo terem apresentado movimento considerado normal durante todo o dia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começou a registrar aumento de lentidão na capital por causa do feriado da Páscoa. Às 19h30, a cidade apresentava 174 quilômetros de congestionamento, principalmente nos acessos às rodovias. Numa quarta-feira comum, esse número fica em 120. Os técnicos da companhia recomendam que os motoristas que vão deixar a cidade nesta quinta-feira evitem sair de casa entre 14h e 22h, quando o tráfego deve estar mais complicado.Já para sexta-feira o melhor é programar a viagem para depois do almoço, para escapar do período de pico, que vai das 8h às 12h. A CET estima que aproximadamente 1,1 milhão de veículos deixem a cidade durante o feriado. Para evitar maiores transtornos, operadores de tráfego serão deslocados para os principais cruzamentos e corredores. O rodízio será mantido nesta quinta-feira, mas não valerá na sexta. Empresas concessionárias também montaram esquema especial para diminuir os problemas dos motoristas. A Operação Páscoa da Vioeste, por exemplo, contará com o apoio de 600 profissionais trabalhando 24 horas. Quem for usar o Sistema Castelo Branco-Raposo Tavares, que liga a capital ao interior do Estado, terá mais guinchos à disposição, em caso de acidente ou falha mecânica, além de um helicóptero com UTI para emergências. A empresa pede, no entanto, que os motoristas evitem o sistema das 15h até a meia-noite desta quinta. O mesmo deve ser feito na sexta, entre 5h e 13h.A Viaoeste espera volume recorde de tráfego na Páscoa deste ano, com cerca de 210 mil carros saindo em direção ao interior. A recomendação para os que tiverem o litoral como destino é não usar o Sistema Anchieta-Imigrantes a partir das 18h de desta quinta. A restrição vale até a meia-noite, segundo a Ecovias, que controla as estradas. Já na sexta, o período mais crítico deve ocorrer entre 6h e meio-dia. Caminhões estão proibidos de trafegar no trecho de serra da Imigrantes das 14h de sábado ao meio-dia de segunda-feira. A Operação Descida está funcionando nas rodovias, no esquema 4x3. A concessionária prevê que até 330 mil veículos passem pelo sistema. Na volta, a Operação Subida começa a valer a zero hora e vai até a meia-noite de domingo. Responsável pelas Rodovias Anhangüera e Bandeirantes, a AutoBan adverte sobre a interdição parcial da pista capital-interior, na altura do km 96,5. Na volta, a concessionária recomenda que seja evitado o período entre 15h e 22h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.