Trânsito volta ao normal na zona oeste de SP

Depois de cinco horas e meia de trânsito muito complicado, provocado pela quebra de uma carreta na avenida Rebouças, finalmente o tráfego de veículos voltou ao normal na zona oeste da capital. Por volta das 4h desta madrugada uma carreta de 95 metros de comprimento e transportando um transformador de 560 toneladas acabou quebrando no cruzamento das avenidas Rebouças e Brigadeiro Faria Lima. O veículo, super dimensionado, interditou a avenida Rebouças no sentido centro.O defeito, no comando dos 256 pneus da carreta, só foi consertado às 8h desta manhã. O processo de deslocamento do veículo da avenida Rebouças para a avenida Paulo VI, no Sumaré, demorou aproximadamente uma hora e meia. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a carreta seguirá viagem para Mogi das Cruzes a partir da meia-noite de hoje.A CET registrou 111 quilômetros de congestionamento às 8h30, o terceiro maior do ano no período da manhã. A assessoria de imprensa da CET informou que o rodízio de veículos não foi suspenso, mas que os motoristas que estavam na região atingida pelo congestionamento não foram autuados pelos fiscais da CET.Raposo Tavares teve 10 km de lentidãoO congestionamento provocado pela carreta se refletiu na marginal do rio Pinheiros e na chegada a São Paulo pela rodovia Raposo Tavares, que apresentou cerca de 10 quilômetros de lentidão por volta das 9h30. A Marginal Pinheiros teve trânsito lento na pista expressa, no sentido Castelo Branco, entre as pontes Cidade Jardim e Eusébio Matoso, onde a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) fez bloqueios seletivos, para evitar o excesso de veículos na região prejudicada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.