TRE cassa mandato de governador de Roraima

O tucano Anchieta Júnior deve ser substituído nesta segunda-feira pelo segundo colocado na eleição de outubro, Neudo Campos, do PP

Loide Gomes / BOA VISTA, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2011 | 00h00

O Tribunal Regional de Roraima cassou, na tarde de ontem, o mandato do governador Anchieta Júnior (PSDB) e de seu vice Chico Rodrigues (DEM) por uso indevido da Rádio Roraima durante a campanha eleitoral. A rádio pertence à estrutura da Secretaria de Comunicação do Governo. Dos sete juízes, cinco votaram pela cassação. O advogado de Anchieta, Alex Ladislau, anunciou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

A decisão deve ser aplicada imediatamente. Segundo o presidente do TRE, desembargador Ricardo Oliveira, a diplomação do segundo colocado, o ex-governador Neudo Campos (PP), será nesta segunda-feira, às 9 horas. Imediatamente após, a Assembleia Legislativa dará a posse a Campos.

Consta na ação, que teve parecer favorável do Ministério Público Federal, que o radialista Mário César Balduíno utilizou sistematicamente um programa veiculado todos os dias pela emissora das 7h30 às 8h30 para fazer propaganda negativa contra Neudo Campos e favorável a Anchieta, o que teria influenciado o resultado das eleições. Ele era servidor público estadual lotado na Companhia de Desenvolvimento de Roraima, com salário mensal de R$ 5 mil.

Ontem pela manhã, os TRE já havia cassado, por unanimidade, os mandatos do deputado federal Francisco Vieira Sampaio, o Chico das Verduras (PRP), e do deputado estadual George Melo (PSDC), por compra de votos. Na decisão, os juízes eleitorais determinaram a posse imediata dos suplentes.

Chico das Verduras foi eleito com a menor votação do País e recentemente declarou que optou pela Câmara Federal apenas pelo salário. Não é a primeira vez que ele é punido pelo TRE. Em 2008, quando era deputado estadual, Chico das Verduras foi cassado por abuso de poder político, por ter distribuído sopa às vésperas da eleição de 2006.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.