Trecho sul do Rodoanel deve ser entregue em novembro

Os 61,4 km do trecho sul do Rodoanel Mário Covas devem ser entregues em novembro, 19 meses antes do previsto. A rápida resolução dos processos de desapropriação, o licenciamento ambiental e o tipo de contrato, por regime de preço global, são apontados pela Dersa, responsável pela obra, como os principais motivos para a conclusão do trecho um ano e sete meses antes do esperado.Com essa parte pronta, se espera tirar 43% dos caminhões que trafegam pela Avenida dos Bandeirantes (80 mil) e 47% dos que circulam pela Marginal do Pinheiros (200 mil por dia).A expectativa é inaugurar a obra em 27 de novembro, a um custo final de R$ 5 bilhões - dois terços saídos do governo do Estado e um terço do governo federal, por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).Segundo o diretor de Engenharia da Dersa, Paulo Vieira de Souza, a previsão de antecipar a entrega da obra é com relação às "condições" atuais de clima e andamento dos trabalhos. Eventuais atrasos, segundo ele, podem ocorrer se houver contratempos climáticos. A única dúvida é com relação à conclusão da ponte que está sendo construída sobre a Represa Billings, por conta de questões ambientais, já solucionadas. Mesmo que ela não esteja concluída, será possível inaugurar o trecho, segundo Souza. Só ela vai consumir R$ 300 milhões.A licitação para o trecho leste deve ser iniciada em outubro. "Esperamos estar com o Rodoanel pronto em 2014, antes da Copa do Mundo", disse Souza. Ele afirmou ainda que todo o Rodoanel terá pedágio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.