Trem atinge carro de deputado federal no RS

O deputado federal Cláudio Diaz (PSDB) bateu seu carro no vagão de um trem na madrugada desta segunda-feira, 20. O parlamentar e sua filha Daniele, de 26 anos, sofreram escoriações e foram atendidos no Hospital de Pronto-Socorro de Pelotas, mas não precisaram de internação. O assessor Carlos Rodolfo Hartmann, 59 anos, que também estava no automóvel, ficou hospitalizado para se submeter a uma cirurgia no maxilar.Diaz é titular de uma cadeira na Câmara Federal desde a morte de Júlio Redecker (PSDB) no acidente com o Airbus na TAM em São Paulo, no dia 17 de julho. Antes disso ele era suplente e ocupava a vaga de Nelson Proença (PPS), que assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e dos Assuntos Internacionais do Rio Grande do Sul. Depois da tragédia aérea Diaz substituiu Redecker e o segundo suplente, Matteo Chiarelli (DEM) assumiu o lugar de Proença.O deputado conduzia o carro que bateu no vagão de um trem numa passagem de nível da BR-392, entre Rio Grande e Pelotas. Depois de sair do hospital, o parlamentar contou que chovia muito e que não viu a precária sinalização que indicava o cruzamento ferroviário.  Também disse que só teve tempo de fazer uma manobra brusca para evitar a colisão frontal, que teria conseqüências muito mais graves. A viagem havia começado em Rio Grande e tinha como destino Porto Alegre, de onde Diaz seguiria para Brasília de avião.

ELDER OGLIARI, Agencia Estado

20 de agosto de 2007 | 12h24

Tudo o que sabemos sobre:
Cláudio Diaztrem atinge carro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.