Trem atropela mãe e filho em Sumaré

Uma mulher e o filho de quatro anos foram atropelados por um trem no Jardim Primavera, em Sumaré, interior de São Paulo, no final da noite de ontem. Ceisa Carla da Silva morreu na hora. O menino, que estava no colo da mãe, teve uma das pernas amputada no acidente e continua internado no hospital da cidade. Segundo o pai José Roberto Jorge da Silva, a criança está em estado de choque. Silva contou à polícia que ele, a mulher e o filho tinham ido comer um lanche em uma lanchonete próxima e, na volta para casa, atravessaram a linha do trem. O pai disse que vinha um pouco à frente da mulher, que estava com a criança no colo, quando ouviu o grito dela. Voltou para ver o que tinha acontecido, encontrou o trem parado, a mulher morta e o filho ferido. O trem seguia no sentido de Nova Odessa. Silva relatou que não ouviu a composição se aproximar e afirmou que a locomotiva estava de faróis apagados. Ele disse que pretende processar a Ferrovias Bandeirantes S/A (Ferroban), que administra o trecho onde ocorreu o acidente. Ninguém foi localizado na empresa nesta tarde para falar sobre o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.