Trem da CPTM atropela e mata três na zona leste de São Paulo

Vítimas prestavam serviços na oficina da companhia e foram atingidas por uma composição quando caminhavam pela via; um engenheiro de 29 anos também ficou ferido

Priscila Trindade, do estadão.com.br

27 Novembro 2011 | 12h38

Três pessoas morreram e uma ficou ferida após um acidente na linha férrea da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na madrugada deste domingo, 27, na zona leste de São Paulo. As vítimas prestavam serviços na oficina. Uma delas era de nacionalidade espanhola.

O engenheiro Márcio Luis Alves de Souza, de 32 anos, o técnico Sérgio Eduardo Batista de Oliveira, de 40, e o espanhol Juse de Dios Julian Claramunt morreram na hora. Um engenheiro de 29 anos foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e encaminhado ao pronto-socorro do Tatuapé. Ele teve ferimentos nas mãos e nos joelhos. Seis equipes dos bombeiros também estiveram no local do acidente, na Avenida Alcântara Machado, na região do Brás. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), após realizar testes em uma composição nova, as vítimas caminharam pela via férrea na região do bairro Belém, momento em que foram atingidas pelo trem, que circulava na Linha 11-Coral, por volta das 4h30. Uma testemunha que estava na plataforma do metrô disse ter ouvido a buzina do trem e, ao olhar para a linha, viu o acidente. 

Em nota, a CPTM informou que a prática de caminhar na via dos trens é proibida e disse que a empresa está prestando suporte às famílias das vítimas. Os motivos do descumprimento das normas de segurança será apurado.

Duas vítimas fatais trabalhavam para a CAF Brasil, empresa espanhola que presta serviços de fornecimento e manutenção de trens, e uma era empregada da CPTM. A quarta pessoa também trabalha para a CAF Brasil.

O local do acidente e a composição foram periciados. O caso foi registrado na Delegacia do Metrô como atropelamento e será encaminhado para a Delegacia especializada de Acidente de Trabalho do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC).

Atualizada às 18h

Mais conteúdo sobre:
trem cptm atropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.