Trem descarrila e bate em plataforma no Rio de Janeiro; 16 pessoas ficam feridas

Acidente ocorreu por volta das 6h30, na Estação Madureira, zona norte da cidade

Felipe Tau e Antonio Pita, O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2012 | 08h22

Atualizada às 10h20

SÃO PAULO - Um trem do ramal Japeri-Central do Brasil descarrilou na chegada à estação de Madureira, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, por volta das 6h30 desta terça-feira, 25. Na colisão, 16 pessoas ficaram levemente feridas e foram atendidas pelas equipes de emergência, ainda na estação. Outras duas pessoas foram encaminhadas ao Hospital Carlos Chagas, na zona norte, mas passam bem.

Com o descarrilamento do último vagão, a composição bateu contra duas pilastras da parada, causando a interdição de uma das entradas por motivo de segurança. Apenas a entrada próxima ao Viaduto Negrão de Lima está liberada para embarque e desembarque.

Técnicos da SuperVia, concessionária de trens urbanos da região metropolitana do Rio de Janeiro, da Defesa Civil e engenheiros da SuperVia fazem vistoria nas instalações.

Em nota, a concessionária informou que o trem acidentado é o de prefixo UP112. Segundo a empresa, uma equipe de técnicos trabalha no local para liberar os trilhos e encaminhar a composição batida para reparos. O motivo do descarrilamento não foi informado e não foi dada previsão para que a operação seja normalizada.

A maior parte dos passageiros que estavam no trem acidentado seguiu viagem em outra composição, informou a concessionária. Os usuários estão sendo informados sobre a circulação pelo sistema de áudio das estações.

Investigação. A concessionária informou que já instaurou uma comissão interna para apurar as causas do acidente e o laudo será concluído em até 30 dias.

A Agetransp, agência reguladora dos transportes sob concessão no estado do Rio, informou que enviou fiscalização ao local e abriu boletim de ocorrência para apurar os motivos do descarrilamento.

Tudo o que sabemos sobre:
tremmadureiradescarrilhou

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.