Trem tomba e pega fogo no Paraná. Mata nativa destruída

Duas locomotivas e 18 vagões carregados com diesel, álcool e açúcar tombaram, por volta das 8h30 da manhã de hoje, em Ortigueira, a 260 quilômetros de Curitiba, no centro-norte do Paraná. Apesar do incêndio que se seguiu ao descarrilamento, ninguém ficou ferido. A composição, que ia de Maringá para Curitiba, era formada por 104 vagões, dos quais 59 viajavam vazios. De acordo com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), pelo menos um hectare de mata nativa foi destruído pelo fogo. À tarde, o Corpo de Bombeiros ainda tentava conter as chamas que estavam restritas à área do acidente, onde umvagão já tinha sido totalmente destruído e outro estava parcialmente queimado. O IAP calculava que seriam necessárias mais 24 horas para extinguir completamente o fogo. A maior preocupação dos bombeiros era resfriar os vagões que não tinham incendiado-se para evitar explosão. Segundo a América Latina Logística (ALL), que administra o trecho ferroviário, a hipótese mais provável para o acidente é que tenha havido uma refração do trilho, em conseqüência da oscilação de temperatura que foi de 40 graus, durante o dia, para 5 graus, na madrugada. A empresa abriu sindicância para apurar as causas e o laudo ficará pronto em 30 dias, mas garantiu que não houve atrasos no acionamento dos sistemas de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.