Tremor de terra assusta moradores de Caxias do Sul

Ninguém ficou ferido e tremor durou cerca de dois segundos durante a madrugada desta segunda

Carlos Alberto Fruet, especial para o Estado,

10 de novembro de 2008 | 08h19

A terra tremeu na madrugada desta segunda-feira, 10, em Caxias do Sul. Eram 4h58min quando pequenos abalos foram sentidos em vários bairros da cidade, na Serra do Rio Grande do Sul. A maior parte dos tremores durou de cinco a dez segundos e provocou pânico em alguns moradores, que nunca haviam sentido este tipo de experiência. A jornalista Vânia Espeiorin, que é repórter do Jornal O Pioneiro, e mora no centro da cidade, conta que ficou preocupada: "O tremor no quinto andar do prédio em que moro foi bem fraco, mas o suficiente para me deixar apreensiva. Por isso, em vez de tentar dormir, fiquei lendo até o amanhecer".     A preocupação de Vânia foi a de muitos moradores, principalmente da região norte que, por precaução, ficaram fora de casa até serem tranqüilizadas que nada de grave havia acontecido. O Corpo de Bombeiros não precisou ser acionado, embora tivessem recebido poucos telefonemas pedindo informações.    O geólogo e coordenador técnico da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Nerio Jorge Susin, explica que o que aconteceu é um fenômeno natural: "É uma situação normal de acomodação da crosta terrestre que não tem como prever. São adequações das camadas superficiais e quanto melhores as fundações dos prédios e casas, mais as pessoas vão sentir".    Em função da formação geológica Susin explica que dificilmente acontecerão grandes terremotos na cidade: "É um desconforto e causa susto, mas as pessoas não precisam ficar aflitas". E acrescentou: "Não existe força suficiente no interior da terra para provocar eventos de magnitude elevada na região."   Ampliada às 21h22

Mais conteúdo sobre:
tremor de terraCaixas do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.