Tremor de terra assusta população no interior de Pernambuco

Um tremor de aproximadamente 2,4 graus na escala Richter atingiu, durante a madrugada, o município de Caruaru, localizado no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da prefeitura local, por volta das 4h30, a população acordo com obarulho do tremor. Há cerca de 50 anos a região vem sofrendo abalos desse tipo, com intensidade que varia entre 0,6 e 3,9 na escala Richter. De acordo com especialistas do Departamento de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - que estudam o fenômeno há três anos - o município está localizado numa região rica em falhas geológicas, o que explica a predisposição para o surgimento desse tipo de fenômeno natural. Segundo dados da UFRN, somente em junho de 2002, foram registrados maisde mil abalos de pequeno porte na região. O maior deles aconteceu no dia 30 de junho, e alcançou 3,9 graus na escala que mede a força dos tremores, chegando a provocar desabamentos de alguns imóveis na zona rural de Caruaru.Apesar da prefeitura municipal ter um programa permanente de informações sobre os tremores - com distribuição de cartilhas informativas e vistoria técnica - os moradores estão preocupados com os novos abalos. ?Não sabemos se vai piorar ou vai ficar só nisso. Ano passado, algumas casas caíram e por pouco ninguém morreu. Como a maioria dos tremores acontece a noite a gente sabe que pode acabar acontecendo uma tragédia?, disse o comerciante Lúcio Dantas.Três estações sismológicas permanecem em partes extremas do município e, pelo menos um vez por mês, especialistas da UFRN fazem a manutenção nos equipamentos. No incidente dessa madrugada algumas pessoas ficaram feridas vítimas de quedas de utensílios domésticos. O último tremor havia sido registrado há três meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.