Observatório Sismológico da UnB/Divulgação
Observatório Sismológico da UnB/Divulgação

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Tremor de terra de 3,7 graus atinge região metropolitana de BH

Abalo teve epicentro em Esmeraldas e foi sentido também em Betim, Juatuba e Mateus Leme; não há registro de vítimas

Leonardo Augusto, Especial para o Estado

02 de maio de 2016 | 11h13

BELO HORIZONTE - O Observatório Sismológico da Universidade Nacional de Brasília (UnB) registrou nesta segunda-feira, 2, na Grande Belo Horizonte tremor de terra de 3,7 graus na escala Richter. O epicentro do abalo aconteceu em Esmeraldas, a 60 quilômetros da capital mineira, e foi sentido também nas cidades de Betim, Juatuba e Mateus Leme. Até o momento não há registro de vítimas.

O abalo aconteceu às 6h21 e, até as 10h30 desta segunda-feira, não houve chamadas de emergência ao Corpo de Bombeiros em decorrência do sismo.

Em 24 de março deste ano, o observatório da UnB registrou dois tremores de terra em Sete Lagoas, a 70 quilômetros de Belo Horizonte. Os sismos aconteceram por volta das 5 horas. O primeiro atingiu 2,8 na escala Richter, enquanto o segundo, 3,8.

Assim como no abalo desta segunda-feira, não houve registro de vítimas nem chamadas de emergência ao Corpo de Bombeiros. O terremoto mais forte registrado até hoje no mundo aconteceu no Chile, em 1960, com amplitude de 9,5 na escala Richter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.