Observatório Sismológico da UnB/Divulgação
Observatório Sismológico da UnB/Divulgação

Tremor de terra de 3,7 graus atinge região metropolitana de BH

Abalo teve epicentro em Esmeraldas e foi sentido também em Betim, Juatuba e Mateus Leme; não há registro de vítimas

Leonardo Augusto, Especial para o Estado

02 Maio 2016 | 11h13

BELO HORIZONTE - O Observatório Sismológico da Universidade Nacional de Brasília (UnB) registrou nesta segunda-feira, 2, na Grande Belo Horizonte tremor de terra de 3,7 graus na escala Richter. O epicentro do abalo aconteceu em Esmeraldas, a 60 quilômetros da capital mineira, e foi sentido também nas cidades de Betim, Juatuba e Mateus Leme. Até o momento não há registro de vítimas.

O abalo aconteceu às 6h21 e, até as 10h30 desta segunda-feira, não houve chamadas de emergência ao Corpo de Bombeiros em decorrência do sismo.

Em 24 de março deste ano, o observatório da UnB registrou dois tremores de terra em Sete Lagoas, a 70 quilômetros de Belo Horizonte. Os sismos aconteceram por volta das 5 horas. O primeiro atingiu 2,8 na escala Richter, enquanto o segundo, 3,8.

Assim como no abalo desta segunda-feira, não houve registro de vítimas nem chamadas de emergência ao Corpo de Bombeiros. O terremoto mais forte registrado até hoje no mundo aconteceu no Chile, em 1960, com amplitude de 9,5 na escala Richter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.