Três assaltantes morrem em tiroteio com a PM em SP

Três assaltantes, entre eles um ex-policial militar, foram mortos na madrugada de hoje durante tiroteio com a PM depois de um roubo à megastore de eletroeletrônicos Fast Shop, na Avenida Zaki Narchi, no Carandiru, zona norte. Por volta das 2h, dez homens armados entraram na loja e renderam os cinco seguranças do local - dois deles eram policiais militares. O grupo, então, amarrou três dos vigias e obrigou os outros dois a carregar os objetos roubados até dois carros, um golf vermelho e uma saveiro preta, que estavam parados na frente do estabelecimento. Enquanto faziam o transporte, uma viatura da PM se aproximou e, de acordo com a polícia, houve troca de tiros. Durante o tiroteio, o bandido Sandro Dias de Oliveira, de 30 anos, conseguiu fugir e subir no telhado de um imóvel próximo da loja, na Rua Jacuna. As telhas, porém, não resistiram ao peso do assaltante que caiu, atirou nos policiais e acabou baleado. Segundo a polícia, ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Outros dois integrantes da quadrilha tentaram escapar pela Rua dos Camarés, foram cercados pela PM e atiraram. O ex-policial militar Renato Pedersoli, de 30 anos, e o comparsa Samuel Santos de Santana, de 32 anos, morreram durante o tiroteio. De acordo com a PM, Pedersoli havia sido demitido da corporação no último dia 17 por conta de uma lesão corporal dolosa. A polícia procura ainda os outros assaltantes e solicitou exames residuográficos das mãos dos bandidos mortos para saber se realmente eles efetuaram disparos. Dos carros apreendidos, a Saveiro é roubada e o Golf é furtado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.