Três cadáveres no lixão de São Vicente

Através de um telefonema anônimo ao 1.ºDP de Santos a polícia foi informada, no início da noite deontem, de que havia três cadáveres enterrados num lixão, noDique do Samaiatuba, no mangue próximo à Maré e ao Jockey Club,na divisa entre os dois municípios. A polícia encontrou três corpos de homens, sendo que dois deles estavam esquartejados. O mesmo informante afirmou que uma das vítimas seria um marginalconhecido pela alcunha de "Juquinha", que já participou devários seqüestros na região. Até o início da madrugada nenhum dos corpos, que foramremovidos ao IML local, havia sido identificado formalmente. Nãose afastou a hipótese de um deles ser realmente o delinqüente"Juquinha", cujo pai registrou queixa de desaparecimento, noinício da semana, na delegacia de Praia Grande. A notícia de suamorte espalhou-se rapidamente e um grupo residente na favela daAviação nesse município circulou pelo bairro ordenando acomerciantes que fechassem seus estabelecimentos em sinal deluto. Também nesta sexta-feira, na Zona Noroeste de Santos,foi encontrado no Rio Casqueiro o corpo de Edson da SilvaSantana, de 21 anos, conhecido por "Nenê" ou "Galo".Parceiro de "Juquinha", ele era foragido da Justiça e tambémteria participado de roubos e seqüestros. Na véspera, no mesmobairro, foi executado Daniel dos Santos Silva, de 22 anos,apelidado de "Danielzinho", outro membro da quadrilha. A última vez em que foi visto, "Juquinha" estava nobairro Ilhéu Baixo, discutindo com criminosos locaisresponsáveis pela morte de outro integrante da quadrilha,conhecido por "Macarrão", assassinado com tiros naquele bairrono último domingo. Para os policiais tanto essa chacina - que teriaocorrido em outro local e os cadáveres, enterrados um sobre ooutro, no lixão - quanto as três outras execuções são episódiosresultantes de uma guerra de quadrilhas, que querem dominar aregião. O esclarecimento desse fatos poderá ajudar na elucidaçãode vários seqüestros e assaltos na Baixada Santista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.