Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três confessam participação em assassinato de juiz

Três dos dez detidos pela polícia capixaba na investigação do assassinato do juiz Alexandre Martins Castro Filho confessaram participação no crime, disse o delegado Danilo Bahiense, chefe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP). Segundo o delegado, Gilliarde Ferreira de Souza, de 20 anos, confessou ter atirado no peito do magistrado, mas alega que se tratava de um assalto. No entanto, a polícia continua trabalhando com a hipótese de crime encomendado. "Essa é a versão deles", disse o delegado. O suspeito de atirar no braço e na cabeça do juiz, Odessi Martins da Silva Jr, o Lombrigão, de 19 anos, continua foragido. A polícia montou uma operação para localizá-lo. A perícia técnica confirmou hoje que duas das armas apreendidas ontem - uma pistola 765 e uma ponto 40 - foram usadas para assassinar o juiz, ontem de manhã, na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo. Veja o especial:

Agencia Estado,

25 de março de 2003 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.