Três estão internados após rompimento de esgoto no interior paulista

Três pessoas estão internadas com quadro de infecção depois de serem atingidas dentro de casa por 6,3 milhões de litros de detritos de esgoto com o rompimento do tanque da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Toledo 1, no Jardim Conceição, em Santa Barbara d´Oeste, no final da noite de sexta feira. Com o impacto do vazamento as paredes da residência foram destruídas arrastando os moradores, os animais de estimação, a horta, pomar, o galinheiro e o carro da família.O aposentado Raimundo Máximo Leão, 69 anos, sua esposa Almerinda Gonçalves Alves, 71 e a cunhada Josefa Gonçalves, 73 receberam o atendimento de primeiros socorros e foram liberados a seguir. Porém, voltaram a passar mal na tarde de domingo e estão em observação na Santa Casa da cidade. A prefeitura de Santa Barbara d´Oeste decretou estado de emergência e isolou a área devido ao risco de contaminação. A ETE Toledo 1 é a maior das três existentes e recebia o maior volume de esgoto gerado no município. Estava em operação deste março de 2004 e fazia parte do projeto de tratar 60% do esgoto da cidade.O superintende da ETE, Antonio Jarbas Fornazieri Filho, disse que a prefeitura irá nomear um perito para analisar as causas do acidente e pretende iniciar as obras de reconstrução. O tanque da ETE tem 60 metros de comprimento por 18 de largura e 6 de profundidade. O acidente provocou um rombo de 5 metros de altura por 30 metros de comprimento.Os 6,5 milhões de litros de lodo que atingiram o Ribeirão Toledos podem atingir também o rio Piracicaba, um dos mais importantes da região de Campinas. A prefeitura de Santa Bárbara decretou estado de emergência na cidade por causa do acidente. O Departamento de Água e Esgoto (DAE) espera um laudo da perícia para verificar o que causou o rompimento do tanque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.