Três investigadores são presos por suspeita de extorsão a empresário na BA

Policiais teriam pedido R$ 10 mil para libertar a vítima e garantir a segurança dos familiares do refém

Priscila Trindade, Central de Notícias

28 Abril 2011 | 13h07

SÃO PAULO - A Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) da Bahia prendeu, na manhã desta quarta-feira, 27, três policiais civis por suspeita de envolvimento em crime de extorsão mediante sequestro. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal.

 

Lotados na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), Luis Carlos Macedo de Vasconcelos, Alexandre da Silva Rezende e Josivaldo dos Reis Pedreira tentaram extorquir R$ 10 mil de um empresário, em novembro do ano passado.

 

As investigações apontaram que, durante uma abordagem, o empresário foi acusado pelos policiais de ser estelionatário e traficante. Em meio às ameaças, ele foi agredido e coagido a pagar R$ 50 mil para ser liberado. Como afirmou ter naquele momento apenas R$ 500, o empresário foi algemado e ficou em uma viatura policial por mais de quatro horas.

 

Após circular por diversos bairros de Salvador, como Pau Miúdo e Pirajá, e no Subúrbio Ferroviário, a vítima foi liberada, com a obrigação de entregar R$ 10 mil num período de duas horas. O dinheiro garantiria a liberdade em definitivo da vítima e a vida de seus familiares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.